*Sem rodinhas*

Eu não me lembro quando nem onde aprendi a andar de bicicleta sem rodinhas. Infelizmente.

Só lembro de andar pra cima e pra baixo pelo bairro na minha Caloi Cross (sim, eu sempre fui muito delicada).

Provavelmente, eu devia ter entre 6 e 7 anos quando aprendi, imagino eu. E meu pai deve ter me ensinado. Isso eu tenho certeza.

Bom, agora é a vez da Isadora. Fim de semana retrasado, com a ajuda do pai, ela aprendeu a andar de bicicletas sem rodinhas, lá no Parque dos Macaquinhos, em Serra Negra.

This SimpleViewer gallery requires Macromedia Flash. Please open this post in your browser or get Macromedia Flash here.
This is a WPSimpleViewerGallery

Tudo bem que domingo levou um tombão e ralou o cotovelo, enquanto andava pelo condomínio com a Bia, mas acontece. Não será a primeira, nem a última vez. E é assim que é.

Aliás, do primeiro tombo de bicicleta, eu me lembro. Um menino me fechou com a bicicleta dele, eu caí e voltei pra casa chorando, toda ralada.

Acontece.

comments