*Carta para Isadora*

Doze anos é o seu tempo de vida. E quanta coisa você viu e fez!

1. Teve 27 professores em 3 escolas.

2. Fez amigos novos, redescobriu amigos antigos e deixou no passado alguns que não eram tão amigos.

3. Fez inglês, balé, ginástica artística, tecido acrobático, natação, coral, teatro, dança do ventre e xadrez (e ainda faz as duas últimas).

4. Se descobriu interessada por história antiga, física e astronomia.

5. Visitou observatórios e planetários, e descobriu a beleza do universo.

6. Agora, sonha em estudar no Canadá e trabalhar na NASA.

*Carta para Isadora*

Eu ia escrever uma carta, como faço todos os anos… mas me deparei com a letra da Valsa para uma Menininha, e descobri que Toquinho e Vinicius de Moraes colocaram em palavras exatamente o que eu sinto hoje….

IMG_7404


“Menininha do meu coração
Eu só quero você
A três palmos do chão

Menininha não cresça mais não
Fique pequenininha
Na minha canção
Senhorinha levada
Batendo palminha
Fingindo assustada do bicho papão

Menininha que graça é você
Uma coisinha assim começando a viver
Fique assim meu amor sem crescer
Porque o mundo é ruim
É ruim e você vai sofrer de repente
Uma desilusão
Porque a vida é somente teu bicho papão

*Carta para Isadora*

Escrevo esta carta chorando.


10 anos

Por que? Porque você faz dez anos hoje. E esses dez anos passaram mais rápido do que eu poderia imaginar.

Porque eu acho que poderia ter feito tantas coisas mais por você, ter tido bem mais paciência, ter me dedicado mais, ter dados mais abraços, menos broncas, e ter sido uma mãe melhor.

Porque seu pai deu embora as roupinhas de quando você era bebê que eu tinha separado para guardar (sim, eu vou falar disso pra sempre), e agora não tenho nenhuma lembrança palpável daquela época (tá, eu ainda tenho os sapatinhos e meinhas, mas mesmo assim).

*Carta para Isadora*

Sentei para escrever e me deu um branco.

DSC08730

Cadê as palavras?

Só consigo pensar em como o tempo passou rápido. Você nasceu há NOVE anos atrás. Quase uma década!

Nasceu, cresceu, aprendeu milhares de coisas, e mostra a cada dia ser uma pessoa sensível, doce, solidária, super bem resolvida inclusive sobre questões que eu não sou, se tornando um ser humano muito melhor do que eu maravilhoso.

O que eu posso falar? Que eu queria voltar no tempo? Viver de novo todos esses anos tipo o filme Feitiço do Tempo e o dia da marmota? Isso eu vou repetir a cada ano que passar.

*Carta para Isadora*

Hoje você faz 8 anos. OITO anos.

O tempo passou voando, e agora você é uma linda menina que já está terminando o 2o. ano do Ensino Fundamental, faz parte do Coral da Escola e faz teatro.

Agora você é super independente sempre foi e faz tudo sozinha. Desde tomar banho, escolher a roupa, se trocar, amarrar os cadarços dos tênis, até ler, escrever histórias… não é nem de longe aquele bebezinho que dependia de mim e do seu pai pra tudo ou quase tudo

*Carta para Isadora*

SETE ANOS. Sete anos, desde que eu segurei você pela primeira vez. Sete anos que virei mãe.

Nossa, é muito tempo!

Desde que você chegou ao mundo, aprendeu a comer, a engatinhar, a andar, a falar (e como!), a pedir “pepê e títi”, tirou as fraldas, entrou na escolinha, aprendeu a desenhar, nadar, dançar, as letras e os números, largou a pepê e a mamadeira (o títi resiste) “se formou” na educação infantil, entrou para o ensino fundamental, ficou banguela, começou a fazer ginástica artística, aprendeu a ler e a escrever…