*Lêlê, lêlê…*

Clique para ver os créditos!

Ok, eu sei. Eu praticamente abandonei o blog. E isso é um horror…. Mas estou trabalhando muito, mas muito mesmo (mas não estou reclamando, que fique bem claro!!), e chego tão cansada em casa que não tenho forças pra escrever.

Aliás, eu só não desapareci completamente do mundo internético graças ao meu presente de aniversário. Um Smartphone Nokia E63, que praticamente é um computador. Por ele, eu vivo conectada no MSN, entro no Twitter, mando e recebo emails… menos mal.

*Hereditariedade*

Sim, eu sei que muita coisa é hereditário. No caso da Izildinha, a cor dos cabelos, os olhos, o fato de ser quase praticamente monga, a mulher macaca, de tanto pelo. Outras eu não sei se vem do sangue, mas tenho sérios motivos para pensar que sim, como a teimosia, a personalidade “forte” e o geninho ducão

Agora, o que eu não esperava era a paixão por Harry Potter.

Estava lá eu, lendo o livro, pela vigésima vez, aproximadamente, quando ela perguntou se podia assistir ao “meu filme”. Claro, fui correndo colocar a Pedra Filosofal.

*Quase sexta-feira…*

Nem acredito que hoje é quinta feira e eu praticamente sobrevivi à semana! Pauleira total, Izildinha reclamando, mas paciência….

Aliás, falando nisso, as aulas foram suspensas até dia 17, claro, por causa da Gripe A. Minha mãe, pouco apavorada, já quer tirar Isadora da escola até o final do ano… mas sei lá. Acho que em parte (veja bem, em parte) é um pouco de histeria, mas claro que não dá pra bobear….

De qualquer maneira, estamos aqui, correndo, levando a vida (Izildinha aproveitaaaandoooo as férias na casa da vovó – e fazendo minha mãe fazer pipoca todo santo dia….), porque afinal, não dá pra parar.

*Crescendo e mudando*

E aí que o tempo passa. Há 5 anos atrás, o quarto da Isa, era assim, todo meigo, com papel de parede verdinho novinho, só esperando ela chegar….

P2120496

Daí que o bebê cresceu, virou uma criancinha bagunceira, o berço virou mini cama e o papel de parede desbotou… e até sábado, esse era o quarto de Izildinha:

DSC05739

Depois de muitos “eu quero uma cama, eu já sou grande”, ela nos convenceu. Ok, a cama não é exatamente nova, na verdade, nem de longe é nova… é minha antiga cama, que cresceu comigo…. mas ela quis assim mesmo.

*Medo*

To eu ontem, levando Isadora pra escola, e ela lá, solta no banco (eu sei que tá errado, mas se alguém conseguir convencê-la de voltar pra cadeirinha, ganha um Nobel), virada pro vidro traseiro, com duas florzinhas na mão falando:

– Então, pessoal, a gente vai se divertir muito hoje!
– Essas são as florzinhas mágicas (…)
– A gente se vê no próximo programa!

Eu juro que ela nunca viu a filha do chuck Maísa…

CORRÃO!!!