*A última carta*

E a última carta foi entregue ao Papai Noel.

image2

Muita gente me pergunta se Isadora realmente ainda acredita em Papai Noel, se ela não está “velha” para isso…

Bom. Eu acreditei até os 11 anos. De verdade. E os Natais da minha infância foram os melhores possíveis. Meu pai fazia questão de manter a magia da data, e eu agradeço a ele por ter feito isso.

Talvez por eu ter essas lembranças tão boas dos Natais da minha infância, eu SEMPRE fiz questão de comemorar com Isadora com tudo que tinha direito. Já fiz malabarismos pra conseguir que o presente do Papai Noel estivesse no quarto enquanto estávamos todos na sala, e eu acho que valeu a pena cada minuto.

*O Projeto K*

O projeto K começou quando eu decidi, depois de ANOS e bota anos nisso me recusando a usar um e-reader, finalmente me render a essa modernidade.

projetok

TREZENTOS E SEIS livros e contando até a publicação deste post já eram 320



“Nunca vou me acostumar”, “não gosto disso”, “eu gosto de pegar no papel” foram alguns dos argumentos usados por mim. Até julho deste ano, quando decidi navegar pelas misteriosas águas turvas dos e-readers (sou dramática, me deixem).

Decidi por um Kindle. Por que? Porque estava em promoção, simples assim.

O que é um Kindle ?

*Carta para Isadora*

Escrevo esta carta chorando.


10 anos

Por que? Porque você faz dez anos hoje. E esses dez anos passaram mais rápido do que eu poderia imaginar.

Porque eu acho que poderia ter feito tantas coisas mais por você, ter tido bem mais paciência, ter me dedicado mais, ter dados mais abraços, menos broncas, e ter sido uma mãe melhor.

Porque seu pai deu embora as roupinhas de quando você era bebê que eu tinha separado para guardar (sim, eu vou falar disso pra sempre), e agora não tenho nenhuma lembrança palpável daquela época (tá, eu ainda tenho os sapatinhos e meinhas, mas mesmo assim).

*Os dez livros da minha vida*

Vira e mexe aparece essa chamada no Facebook, algum amigo livrólatra como eu, me marcando para compartilhar os 10 livros que marcaram a minha vida (até o momento), então resolvi eternizar aqui.

Colourful-Books-web

Bora lá:

1) Harry Potter – JK Rowling (alguém tinha alguma dúvida???)

2) As Crônicas de Nárnia – CS Lewis (pq eu moro em Nárnia, mentira, pq eu nunca imaginei que um livro pudesse ter um final como aquele)

3) 3096 Dias – Natascha Kampusch (pq aprendi que Isadora irá para a escola sozinha quando tiver 36 anos de idade)

*A urgência do tempo*

tempo-voando1

Eu me lembro quando tinha uns 13, 14 anos, e passava horas embaixo de uma árvore com as amigas, chupando manga (literalmente), vendo a preguiça da tarde se alongar por horas (longas e infinitas horas), até o sol se por.

Eu sinto muita falta dessa letargia gostosa…

Me lembro de como demorava para o tempo passar quando estava na aula. Aquele breve período parecia ser eterno.
O aniversário, que, deveria demorar 365 dias para chegar, parecia que demorava uns 5 anos pra chegar.

Hoje, o tempo não passa, ele escoa. As horas duram minutos; os meses, horas; os anos, dias.

*Santo Anjo…*

“Era uma vez uma garotinha de 5 anos, muito sapeca e curiosa, que um dia, foi com os pais a um sítio.

As crianças resolveram explorar o lugar e logo acharam uma cerca e não hesitaram em ultrapassá-la. Do outro lado (onde a grama sempre é mais verde), encontraram um patinho, e todas as crianças tentaram pegá-lo, mas o esperto, saiu correndo.

A menininha curiosa ia à frente dos outros, quase pegando o patinho, quando de repente, pisou em um monte de papelões e caiu.