*O Fim de uma Era*

Ou, o dia em que NÃO CONTEI para Isadora que Papai Noel e Coelho da Páscoa não existem.

Daqui a pouco é Páscoa mas já? e essa proximidade da data foi o que desencadeou minha conversa com Isadora…

Como já cansei de escrever AQUI, eu sempre fui a favor de manter a magia e a fantasia da infância. Sempre fiz questão de tornar a Páscoa e o Natal mágicos (assim como momentos que pediam a intervenção da Fada do Dente, Fada do Pepê, etc…) para a Isa, porque EU acho que isso faz parte de uma infância feliz.

*My Valentine*

(Para ler ouvindo My Valentine)

Poucas pessoas podem afirmar com certeza o dia em que engravidaram. Eu sou uma delas.

Há 10 anos atrás, no Hospital das Clínicas da USP em Ribeirão Preto, o médico implantava 2 embriões no meu útero. Um deles era a Isadora.

Foram segundos mágicos e especiais, quando pude ver aquele monte de bolinhas no ultrasson, e saber que eles eram os meus bebês…

E já se vão DEZ anos desde aquele momento! DEZ anos desde aquele Valentine’s Day, em que Isadora entrou na minha barriga e nas nossas vidas.

*A magia do Natal*

“Quando eu era criança, eu esperava pelo Natal com tanta ansiedade que até doía. Eu preferia o Natal até ao meu aniversário, e não era só pelos presentes não. Era uma época realmente mágica pra mim.

Image1 (691 x 548)

Eu adorava as cores, o clima, o cheiro do Natal… Esse sentimento se tornou definitivo quando eu tinha 5 anos de idade.

Estava usando um vestido de tricô azul turquesa, que a minha mãe fez na moderníssima máquina de tricô dela, a casa cheia de gente, a ceia na mesa….

*UMA DÉCADA!*

Há exatos dez anos atrás, o Pumpkin Juice teve início. Sim, há uma década!

PRIMEIRO POST SH

O pontapé post inicial foi esse aí em cima, que ainda está lá no Freezer, junto com os antigões…

Os assuntos mudaram, a frequência e o modo como escrevo também, mas acho que não consigo ficar sem esse lugar aqui!

Mas o parabéns vai é pra todo mundo que aguenta acompanha durante todo esse tempo!!

Que venham mais DEZ será?

*Primeiro Aniversário em Casa*

… ou a festa organizada via internet.

DSC08615

Pra mim, fazer festa em casa, por mim mesma, implicou em um planejamento de meses (sério), encomendas, reservas adiantadas, um tantinho de dor de cabeça, mas o legal é que no fim, entre trancos e barrancos deu tudo certo…

Foi uma girl’s party à fantasia sendo que meia hora depois, quase ninguém mais usava fantasia, nem a aniversariante, com a lista de convidados feita pela própria Isadora (contendo apenas algumas amigas festa chique americana), sábado à tarde, num local concorridíssimo: o quintal de casa.