*7o. BookCrossing Blogueiro*

Você já pensou em “Libertar” um livro da clausura da estante?

bookcrossing

O BookCrossing Blogueiro, é uma iniciativa super bacana da Luz de Luma, inspirado no BookCrossing – um movimento que acontece fora do mundo virtual – e nada mais é do que o ato de “libertar” um livro com a finalidade de difundir o hábito da leitura.

E nós que adoramos ler, sabemos que um livro fechado na estante tem o mesmo valor de páginas em branco, porque afinal o livro existe para ser lido, certo?

Pra participar é super simples!

*Carta para Isadora*

Sentei para escrever e me deu um branco.

DSC08730

Cadê as palavras?

Só consigo pensar em como o tempo passou rápido. Você nasceu há NOVE anos atrás. Quase uma década!

Nasceu, cresceu, aprendeu milhares de coisas, e mostra a cada dia ser uma pessoa sensível, doce, solidária, super bem resolvida inclusive sobre questões que eu não sou, se tornando um ser humano muito melhor do que eu maravilhoso.

O que eu posso falar? Que eu queria voltar no tempo? Viver de novo todos esses anos tipo o filme Feitiço do Tempo e o dia da marmota? Isso eu vou repetir a cada ano que passar.

*Quando foi que o mundo virou esse lugar chato?*

anos-80-2c6542

Ando me perguntando isso, principalmente quando se diz respeito à infância.

Porque as pessoas resolveram que agora tudo tem que ser politicamente correto saudades, TV Pirata e ter um conteúdo didático/psicopedagógico/nutricional/emocional, senão as crianças não podem ver/ler/fazer/comer.

Não existe mais assistir programa bobo de TV porque é um programa bobo de TV. Não existe mais ler um gibizinho porque é um gibizinho. Não existe mais comer uma porcaria porque é uma porcaria.

Tudo o que a criança assiste/lê tem que ser educativo, ter conteúdo e profundidade, absolutamente tudo. Aquele canal e/ou aquele programa não pode, porque olha o tanto de propaganda, e as mensagens comerciais subliminares, a criança tem que viver livre de consumismo e blablablazzzzzzz….

*Um cachorro é um cachorro*

“Na minha opinião, não existe essa coisa de raça-problema. Entretanto, o que não falta são donos-problema” – Cesar Millan, o Encantador de Cães

14031_10200568870481749_1607142600_n

Eu demorei para postar sobre esse tema, porque escrevi e reescrevi esse texto diversas vezes. E ainda acho um absurdo ter que fazê-lo. Escrever para convencer as pessoas que um cachorro é um cachorro. E ponto final.

Mas, sim, nós adotamos uma pit bull. Uma pit bull adulta que foi abandonada e resgatada. Sim, já sabemos “daquele caso”, e “daquele outro” e do “outro” (ah, não, aquele foi um São Bernardo). E não, não temos medo.

*Jogando Candy Crush*

Responsabilidade
s.f. Dever de arcar com o próprio comportamento ou com as ações de outrem.

IMG_0763

Outro dia, eu escrevi no Facebook que criar filho é parecido com jogar Candy Crush: acaba uma fase e começa outra mais difícil… É bem por aí, eu acho.

E nessa complicação toda, eu vejo pais criando filhos das maneiras mais diferentes possíveis. Qual é o jeito certo? Sei lá, eu. Se eu soubesse estava publicando livros e ficando rykah

De qualquer forma EU acho que estimular a independência e a responsabilidade é super importante para o futuro da criança.